Archive | design RSS feed for this section

Feminices com gostinho de Pistache

27 abr

Que pistache é gostoso eu já sabia. Agora, que também é fofo eu fui descobrir com a Pistache- Invenções de moda, uma marca de Vitória (ES) que comercializa um amontoado de coisas irresistíveis via internet. São acessórios de cabeça, cordões, pulseiras e carteiras cheios de bossa, açúcar e afeto. Mais feminino impossível!

Com novidades sempre fresquinhas e limitadas, a Pistache gosta de exclusividade, originalidade e tem precinhos super amigos. A primeira parte da coleção de inverno acabou de aterrisar no blog e já tem várias peças com cara de hit,  como os arcos de frufrus e de aplicações de flores e renda, além do anel de asas de cupido.

Dupla invenção de moda

Com quase dois meses de existência, a marca é um projeto dos empresários Rafaela Ziviani e Raphael Cuquetto que além de parceiros nos negócios, estão juntos nos assuntos do coração. “Nos interessamos por coisas diferentes e que, de alguma forma, nos divirta. Estamos amando fazer compras, desenhar coisas para mandar produzir, negociar as marcas e fuçar tudo o que tenha alguma relação com esse universo”, contou Rafaela.

E no que depender do casal, a Pistache terá mais novidades. Os planos incluem sapatos, roupas, objetos de decoração e papelaria e mais: produtos para os rapazes, tão carentes de coisas fashionisticamente interessantes. Os namorados, maridos, irmãos e amigos agradecem. 😉

Confira algumas peças da coleção de inverno Pistache:

Outros mimos da marca:


Put a ring on it

9 abr

Ideias espertinhas com anéis:

Ring Machine

Num projeto colaborativo entre a cidade de Amsterdam e o grupo Red Light Design, para tranformar as casas das famosas prostitutas em workshops de jóias, o  Atelier Ted Noten teve a idéia mais fofa de todas: instalar na porta da frente  dos prostíbulos uma máquina de vender anéis vermelhos. Nada mais sugestivo para aproveitar e ser legal com uma garota e comprar um anel (“be nice to a girl, and buy her a ring). A gentileza custa apenas €2.50 e é um bom e barato jeito de fazer uma garota feliz!

Anel-unha

A marca nova-iorquina Bijules lançou a coleção Serpensive, com acessórios em forma de serpente, incluindo os anéis-unha. As peças são uma espécie de unha postiça com uma miniatura de serpente arrematando a base. O nail-ring vem em duas versões: um conjunto para todos os dedos na mão e uma opção para quem quer fazer a vilã e usar só no dedo mindinho. #ficaadica

Aliança geek

Para os geeks que querem selar o amor.



Cahiers agora no Tumblr

25 mar

Sabe aquela info que é que coisa rápida mas que tem que ser repassada? Rápida demais pra quebrar a cabeça no momento e virar post de blog e grande demais pra caber em 140 caracteres? Ou aquela imagem/video que não saiu da cabeça no dia, na semana, na vida? Aquela música que a gente já acorda cantando, ou que nos afaga naquele dia difícil? Aquela frase certeira que marcou? Coloca no tumblr!

Entre um post e outro do Cahiers, agora dá pra visitar nosso tumblr e conferir mais imagens, palavras e pensamentos de modos de moda e afins. Faça esse alinhavo com a gente e acesse:

http://cahiersdelamode.tumblr.com

Le roi est mort

12 fev

Tudo o que se pode dizer nesse momento já foi dito, especulado,  esturricado e saturado no vai-e-vem incessante do twitter e da blogosfera afora. O fato é que cada um sabe o horror e as maravilhas de ser quem se é. A genialidade faz a diferença, mas pesa. Suportar esse peso, ou não, é sempre uma questão de  escolha. Mas isso não quer dizer que não vamos sentir falta de uma pessoa que além de estilista era um image maker visionário, e entendia e levava a moda para além do insubstancial estabelecendo fortes alinhavos com os afins.

Ziguezague nas entrelinhas da moda e afins

13 jan

Quem mora ou estiver em São Paulo, entre os dias 20 e 23 de janeiro, não pode deixar de conferir a 7ª edição do Ziguezague, que acontece no Museu de Arte Moderna (MAM). O evento ocorre simultaneamente ao São Paulo Fashion Week (SPFW) e  promove  palestras e oficinas que tentam estabelecer novas costuras e alinhavos entre moda e diversos afins como a arte.

Nesta edição o convidado especial é o artista plástico Nelson Leirner, um dos  principais representantes brasileiros do entrecruzamento da arte com os mais diferentes campos de expressão, desenvolvendo trabalhos com alta carga política sem perder a provocação e o bom humor.

Dentre as atividades propostas pelo Ziguezague estão a Mostra Desfiles Incríveis, Oficinas Transitivas e as Conversas Transversais, que contam com a participação de profissionais de diferentes áreas, artistas, curadores, estilistas, entre outros interessados em estimular o diálogo e gerar múltiplas conexões.

Clique no cartaz para ampliar

Para anotar no caderno:

7ª edição do Ziguezague (20 a 23 de janeiro 2010)

Auditório e ateliê do MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo. Parque do Ibirapuera

Inscrições gratuitas para “Desfiles Incríveis” e “Conversas Transversais”.  Taxa de R$ 10 para Oficinas Transitivas (20 a 25 vagas).

Garanta logo sua vaga pelo ziguezague@mam.org.br ou pelo (11) 5085-1313 (com Patricia Naomi).

Confira a programação completa:

20/01 – QUARTA-FEIRA

10h30 – AUDITÓRIO: ABERTURA

11h – AUDITÓRIO: CONVERSAS TRANSVERSAIS – Circunstâncias

O artista Nelson Leirner comenta seu trabalho, sua relação com a moda e o uso desse artifício em seu processo conceitual.
Mediação: Felipe Chaimovich (curador) e Rosane Preciosa (pesquisadora de moda e arte).

14:30h – 17:30h – ATELIÊ: OFICINA TRANSITIVA [Primeira edição da série Campeões de Audiência: o retorno dos oficineiros que renderam grandes listas de espera] – Para comer com os olhos – Mary Arantes Figueiredo + convidados especiais celebram diversas formas de se alimentar, sensibilizando o tato e outros sentidos como “janelas da alma”. Fazer bijoux? Comer beijus? Para além de propor bijuterias comestíveis, a oficina pretende ser uma experiência com os alimentos e com a carga afetiva e sensorial que eles podem conter. [www.marydesign.com.br]

14:30h – AUDITÓRIO: Mais sobre Nelson Leirner:
1. Nelson Leirner (Des)construções (20’) [documentário em média-metragem produzido para a série O mundo da arte, da rede Sesc Senac de Televisão/STV]; 2. N.Leirner 1994+10 (26’) [o curador Agnaldo Farias e Nelson Leirner numa conversa informal sobre a retrospectiva do artista no Instituto Tomie Ohtake]; 3. Curadores – (9‘) Agnado Farias e Tadeu Chiarelli comentam a obra do artista. [Documenta Vídeo Brasil. Direção: Cacá Vicalvi e Sarah Yakhni. DVD, 2004].

21/01 – QUINTA-FEIRA

11H – AUDITÓRIO: DESFILES INCRÍVEIS – Quanto de mais? Quanto de menos? Paradoxos do consumismo contemporâneo. Zapping Verão 2004/2005 + Osklen Inverno 2009.
Comentários: João Anzanello Carrascoza (escritor, redator, professor) e Tatiana Filomensky (psicóloga).
Mediação: Dhora Costa (pesquisadora e consultora de moda).

14:30h – 17:30h – ATELIÊ: OFICINA TRANSITIVA
– Cotidiano refeito
– Nino Cais (artista plástico). Oficina de colagem que exercita processo de recriação de imagens, a partir de apropriação e interferência sobre revistas de moda e decoração e estimula uma ruptura do condicionamento do olhar para imagens do cotidiano. [http://queri.multiply.com]

22/01– SEXTA-FEIRA

11h – AUDITÓRIO: CONVERSAS TRANSVERSAIS – Pesquisas entre arte, moda, criação e consumo.
1. Crème de le crime: as grifes na real e na intenção de uma facção – Tatiana Rovina Castro Pereira (Faculdade Santa Marcelina); 2. NOVO – expressão de moda – projeto independente – Carolina Semiatzh e Teca Pasqua (Senac São Paulo); 3. O vestido da reforma: design e interdisciplinaridade – Regina Barbosa (Universidade Anhembi Morumbi); 4. Vampiros: moda e subjetividade – Luciane Glaeser (Senac São Paulo).
Mediação: Cristiane Mesquita (pesquisadora de moda e arte) e Maria Eduarda Araújo Guimarães (pesquisadora de moda).

14:30h – 17:30h – ATELIÊ: OFICINA TRANSITIVA – Silk e desejo
– Fabio Gurjão (artista plástico). Oficina de estamparia que exercita técnica de silk-screen em camisetas, com referências ao movimento punk. A subversão de logomarcas, a intervenção no design original e a apropriação de linguagens das vanguardas modernas como dadá e surrealismo exploram idéias assim como exclusividade, durabilidade e consumo. [http://fkawallys.blogspot.com]

23/01– SÁBADO

11H – AUDITÓRIO: DESFILES INCRÍVEIS – Marcelo Sommer Verão 2002 + Do Estilista Verão 2009.
Comentários: Marcelo Sommer (estilista).
Mediação: Maria Montero (curadora).

14:30h – 17:30h – ATELIÊ: OFICINA TRANSITIVA – Alicinações no país das maravilhas
– Adriana Peliano (designer e artista plástica). Paradoxos, nonsense, labirinto de sonhos: como num grande jogo, a proposta da oficina de colagem é a recriação dos personagens de Alice no país das maravilhas. Técnicas de colagem vão explorar procedimentos poéticos, a partir de elementos extraídos de desenhos impressos em livros, revistas e jornais, fotografias, imagens de propaganda e retalhos visuais, num exercício de produção de sentidos múltiplos. [http://adrianapeliano.blogspot.com e http://alicenations.blogspot.com]

Daisy Balloon

18 dez

Se Rie Hosokai morasse no Brasil seria disputadíssima pelos cerimoniais infantis. Tudo porque a japonesa transforma simples balões de ar em roupas e acessórios muito mais interessantes do que os cachorrinhos, girafinhas e cia que a maioria do pessoal que mexe com esse tipo de material produz.

Brincadeiras à parte, a moça (que atua sob o codinome Daisy Balloon) é uma premiada designer de bexigas que começou a investir nesse talento depois que deixou o emprego numa floricultura, em 2002. E não são só os vestidos que ela produz que são trabalhos de arte. Hosokai também é especialista em arranjos florais e buquês  de balão e outros objetos decorativos, sempre mantendo a combinação de gás hélio e borracha.  Um misto de talento e muita paciência!

daisy balloon4 Daisy Balloon

emerging fashion
emerging fashion
balloon4.jpg

balloon6.jpg

A primeira produção (foto 1 e 2) me lembra o vestido do Hussein Chalayan que a Lady Gaga usou e abusou. Aliás, acho que se a Gaga descobrir o trabalho da Daisy Bubble ela vai querer uma peça na hora!

https://i0.wp.com/sashahalima.com/blog/wp-content/uploads/2009/04/wimwwm.jpg

Franjas pra que te quero!

10 dez

Das roupas de cowboys e apaches, passando pelos charmosos vestidos das melindrosas e se  tornando  um  dos símbolos das roupas do movimento hippie-folk americano, as franjas mostram que ainda têm fôlego para marcar presença por muitas e muitas temporadas.  Tá certo que às vezes é uma presença meio tímida, de umas franjinhas aqui ou acolá. Agora, em mais um retorno, elas saltaram das roupas, bolsas e botas e prometem tomar conta do pescoço, orelhas, olhos e pernas! (só faltaram os dedos)

As novas possibilidades de uso das  franjas são, no mínimo, inusitadas e criativas. Elas retornam dando ritmo e charme especial a colares, brincos, óculos, camisetas básicas e até em meia-calça. Além do material convencional que são o cetim e o couro, é a vez das malhas e correntes também fazerem vez de franjas. O mais legal: é uma volta bem democrática, cheia de opções de escolha com franjas de vários tamanhos, formas e cores. Tudo pra quem gosta de novidade se jogar de cabeça e, pra quem tem um pouco de receio, experimentar sem medo.

Aposto que as moças mais habilidosas conseguem fazer suas versões franjadas em casa. 😉

Amei tanto que me empolguei com o número de fotos. 🙂